Home / Notícias / Palavra do Reitor

Palavra do Reitor

Prezada comunidade Paroquial,

Após quinze anos exercendo o meu ministério presbiteral nesta paróquia, Jesus – nosso Deus e Pastor, enviou-me para testemunhar o Reino de Deus em outra comunidade de nossa Arquidiocese. A partir do dia 23 de julho estarei colaborando com a preparação dos futuros padres da Igreja de Curitiba. Estarei assumindo a reitoria do Seminário Propedêutico – que vem a ser um ano de preparação para os jovens que iniciarão a faculdade de filosofia. Ao mesmo tempo estarei assumindo também como Pároco da Paróquia Santíssimo Sacramento, que está situada ao lado do Seminário São João Maria Vianney.
Quero, com toda a minha sinceridade agradecer a caminhada que tivemos juntos nestes quinze anos e 4 meses. Foram grandes experiências pastorais que realizamos, crescemos juntos, partilhamos tantos dons como Igreja de Jesus Cristo. Uma comunidade rica em ministérios e carismas. A gratuidade deve ser sempre a marca do
discípulo de Cristo. Por isso, agradeço ao Senhor Jesus por tantas lideranças e membros da comunidade que sempre se doaram visando a construção do Reino.
Agradeço por acolherem minha mãe que permaneceu comigo durante 9 anos na casa paroquial. Na sua presença e também na enfermidade, aprendi a ser mais humano, mais cristão, mais filho e mais padre. Agradeço aquelas que me apoiaram e me ajudaram no cuidado para com ela. Como também nas visitas pastorais aos idosos e enfermos fiz a experiência do Cristo que é a porta das ovelhas. Assim eles aguardam o ministro da Igreja quem vai ao encontro.
Gostaria de ressaltar o grande dinamismo que vejo nesta comunidade. E que vocês jamais percam o ardor missionário, pois essa é a missão da Igreja: testemunhar Jesus Cristo em todos os lugares.
E busquem sempre uma conversão pastoral, mas sobretudo sejam fraternos uns para com os outros, exercendo a pureza de coração.
Acolham com alegria o Pe. Ivanir e o Pe. Willians e caminhem sempre em comunhão com eles.
Que Deus abençoe a todos. São José, o amado esposo da Virgem Maria continue a lançar seu olhar paternal a todos vocês.

Que a paz esteja com todos!
Pe. Pedro Cesar Pereira

 

Sobre Santuário São José

avatar

Além disso, verifique

Assumindo como Pároco o Santuário de São José

 Quero inicialmente dirigir a Deus uma prece de agradecimento, também de súplica, por esta função …

2 comentários

  1. avatar

    Ouvi a voz do Senhor que dizia: ‘Quem enviarei? Quem irá por nós?’ Eu respondi: ‘Aqui estou! Envia-me (Isaías 6,8)
    Padre Pedro,
    Nossas igrejas carecem de novas vocações, tanto leigas como religiosas e sacerdotais. É um conforto para nossas almas saber que o senhor irá cuidar desse tão precioso rebanho de seminaristas. Sei que eles irão aprender muito com seus ensinamentos. Confio que aqueles que perseverarem sairão verdadeiros formadores e pregadores da palavra. Nosso povo anseia por salvação e padres dispostos a ajudá-los a crescer na fé. Mas não essa fé que vemos nas grandes massas, com falsos profetas que pregam a Teologia da Prosperidade e cantam alto nos grandes estádios para que o mundo ouça suas canções incrivelmente apelativas e deformadas… Tenho a certeza de que o senhor irá ensinar aos jovens seminaristas quão importante é o papel do leigo numa comunidade e como eles terão que ouvir todos os lados de uma contenda, sem dar nenhuma resposta até que se esgotem todas as possibilidades de entendimento, para formar uma pastoral divinamente humana e uma comunidade coesa, voltada para o bem comum… Estou certa que seus meninos irão aprender de sua boca que não precisamos de padres mal humorados e ranzinzas, mas padres acolhedores que ficam à espera do povo na porta da igreja chamando-os a celebrar com alegria. Desejo ardentemente que o senhor consiga abrasar os corações de seus seminaristas falando da simplicidade de coração, do desejo de servir e do carinho de São José por sua Sagrada Família… Tenho a esperança de que seus jovens aprendizes tenham no senhor o semblante desse mesmo José, que era puro de coração e que amava Maria no silêncio de seus dias. Que suas palavras a esses jovens sejam inspiradoras… Que ao se tornarem sacerdotes consigam proclamar a Palavra com a dignidade que esta merece e que suas Homilias cheguem ao coração do povo, desde o advogado sabichão ao mais humilde pedinte que não raro entra em nossas belas igrejas querendo apenas um pedaço de pão mas que no fundo necessitam também de afeto e generoso amparo. Tenho a esperança depositada em seus 15 anos de experiência no pastoreio de uma igreja peregrina, para ensinar seus futuros padres a pensar no “todo” e não numa pequena minoria que deseja notoriedade. Tenho fé de que nossos futuros padres irão aprender com seus ensinamentos, quão importante é o zelo pelos objetos sagrados, pelos livros santos e pelo cuidado com a preparação da missa. Estou certa, por conhecê-lo tão bem, que irá ensiná-los com toda paciência a respeitar o leigo em sua diversidade de dons e carismas, que há lugar para todos e que todos devem abraçar a mesma causa dessa igreja caminhante… Espero em Deus que o senhor seja um pai para esses meninos, que eles vejam em sua face o reflexo amoroso de um Deus que é todo Amor… Estou certa de que nossos futuros padres aprenderão que o Altíssimo quer ouvir o coração do povo e não as nossas palmas que abafam o nosso canto ruim… Lembro que nestes 15 anos de trabalho pastoral já choramos juntos porque perdemos pessoas queridas, já sonhamos juntos por uma celebração eucarística que tocasse o coração da assembleia, já estudamos e partilhamos pão e comida sem sal… Estivemos lado a lado na sala da catequese, no ambão da Palavra, no serviço da Credência e na Partilha do Pão. Não foram poucas as lágrimas mas também foram fartos os sorrisos. Eu me orgulhei de estar ao seu lado ora aprendendo em suas formações, ora servido o altar ou na pia batismal como agente de pastoral. Agradeço por seu carinho para com minha pequena família. Termino lembrando que cabe a nós leigos dobrar os joelhos pelas vocações sacerdotais e cabe ao senhor o grande empenho de fazê-los ficar… Paz e Bem!

  2. avatar

    Agradeço pelo privilégio de tê-lo conhecido e sempre foi tão gentil comigo e com minha família. Obrigado.